(61) 2196-7841
CONFIRA ULTIMAS NOTÍCIAS DO

NOSSO BLOG

Parceria com faculdade cria ação social para crianças internadas e pacientes de ambulatório de Araguaína

Público se emocionou com ballet e distribuição de brinquedos

 

A ação promovida pelo Instituto Saúde e Cidadania – ISAC, em parceria com os acadêmicos do curso de Psicologia da Faculdade Católica Dom Orione – FACDO, emocionou pacientes que aguardavam na sala de espera do Ambulatório Municipal de Especialidades – AME, e as crianças internadas no Hospital Municipal de Araguaína – HMA, no último dia 8.

 

A iniciativa social teve música, ballet, pintura facial e distribuição de brinquedos arrecadados pelos acadêmicos da FACDO. Um misto de surpresa e admiração deixou a aposentada Maria do Socorro emocionada. “Eu nunca esperaria que algo tão lindo fosse acontecer num hospital. É de aquecer o coração e deu até vontade de chorar de tão bonito que foi”, disse a aposentada.

 

A professora da FACDO, Jordana Carmem de Sousa, explicou que a ação tem como objetivo amenizar a tristeza das crianças, além de ajudá-las a lidar com a doença.

 

“Não é fácil receber o diagnóstico de algumas enfermidades, de querer estar em casa e não poder. As acadêmicas trabalham diretamente nesse sentido, de cuidar desse sofrimento do próximo”, destacou Jordana.

 

Os brinquedos foram arrecadados por meio de uma campanha na faculdade e doados para as crianças e à brinquedoteca do HMA.

 

Sorrisos, afeto e brinquedos

 

O gesto de solidariedade foi transformado em sorrisos e demonstrações de afeto. “A sensação de ver a alegria no rosto das crianças é indescritível, é muito gratificante”, destacou a acadêmica Juliana de Andrade.

 

A dona de casa Sandra Maria é mãe do Eduardo, 12 anos, e disse que foi a primeira vez que o filho ganhou um presente, que Eduardo fez questão de agradecer. “É um gesto de caridade e isso é muito bom, eu sou muito grato por tudo”, disse.

 

Ele multiplicou o gesto de amor ao pedir para levar um brinquedo para a irmã.

 

A analista do Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS) do HMA, Síntia Barros, reforça que iniciativas como essa são fundamentais para criar um ambiente mais acolhedor no hospital.

 

“As meninas contribuem para a felicidade não só das crianças que estão internadas hoje, mas também dos pacientes futuros que terão mais brinquedos para se divertir”, finalizou a analista.

 

Equipe ISAC

Autor

view all posts